(FUVEST-2013) “O senhor acredita, então”, insistiu o inquisidor, “que não se saiba qual a melhor lei?” Menocchio respondeu: “Senhor, eu penso que cada um acha que sua fé seja a melhor, mas não se sabe qual é a melhor;  mas, porque meu avô, meu pai e os meus são cristãos, eu quero continuar cristão e acreditar que essa seja a melhor fé”.

Carlo Ginzburg. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p. 113.

O texto apresenta o diálogo de um inquisidor com um homem (Menocchio) processado, em 1599, pelo Santo Ofício. A posição de Menocchio indica

a) uma percepção da variedade de crenças, passíveis de serem consideradas, pela Igreja Católica, como heréticas.

b) uma crítica à incapacidade da Igreja Católica de combater e eliminar suas dissidências internas.

c) um interesse de conhecer outras religiões e formas de culto, atitude estimulada, à época, pela Igreja Católica.

d) um apoio às iniciativas reformistas dos protestantes, que defendiam a completa liberdade de opção religiosa.

e) uma perspectiva ateísta, baseada na sua experiência familiar.