por Sibele Bertoli. 

Em um número considerável de sessões com meus analisandos recorro ao que chamo de psicanálise do bom humor. Inclusive chego a dizer de pronto: Acho que para continuarmos com nosso trabalho, você deveria assistir a uma boa comédia hoje, e de preferência daquelas de rolar de rir.

Verdade seja dita, aprendi esta técnica incomum na psicanálise com minha própria analista.

Quando percebia que eu já havia me emaranhado o bastante nos pensamentos negativos e dali não sairia tão facilmente, ela vinha com essa “comédia… e bem pastelão, por favor”.

Eu sorria só de ouvir aquela senhora cheia de conhecimento e sabedoria indicar boas risadas.

É isso mesmo e é objeto de estudo científico desde a década de 60. O bom humor.

Ele desenvolve nossa saúde emocional e física, na medida em que ao rir liberamos substâncias que aumentam a imunidade e a sensação de bem estar.

Parece auto ajuda?

A mim sugere auto cuidado e confesso que gostaria muito de saber que nos momentos em que você, vestibulando, estiver sucumbindo aos desanimadores pensamentos negativos, lembre desta nossa conversa e corra assistir uma bela comédia.

Porque como diz a sabedoria popular: “rir é o melhor remédio”.

Um grande abraço e até a próxima.