Neste ano de tantas comemorações e datas para serem sempre  lembradas, por coisas boas ou ruins, os 100 anos de nascimento de Carlos Lacerda – um dos políticos mais expressivos e controversos do país – não poderia estar de fora.

Nascido no mesmo dia e ano do grande Dorival Caymmi (30/04/1914), Carlos Lacerda além de político, foi também jornalista.

Sua ferrenha oposição a Getúlio Vargas viria aumentar com a tentativa de assassinato de Lacerda no dia 05 de agosto de 1954, conhecido como Atentado da Rua Tonelero (em Copacabana-RJ). Porém, quem morreu foi seu segurança Rubens Florentino Vaz. No dia seguinte publicou uma reportagem acusando Vargas pelo atentado, dezenove dias depois, em 24 de agosto de 1954, Vargas se suicidou.

Lacerda foi o primeiro governador do extinto Estado da Guanabara (1960-1965) realizando obras importantes para a cidade como os túneis Rebouças e Santa Barbara, criou um sistema de abastecimento de água, concluiu o aterro do Flamengo, etc. Também acabou com muitas favelas concentradas no centro e na zona sul do Rio, removendo os moradores para áreas afastadas como os conjuntos habitacionais Cidade de Deus e Vila Kennedy.

Carlos Lacerda morreu em 21 de maio de 1977.